O Porco Bisaro

​O Território do Bísaro

Os tratados referem que a raça bisara tem como fronteira a sul o rio Tejo, no entanto, actualmente a esmagadora maioria das explorações da raça encontram-se em Trás-os-Montes, e a minoria está espalhada pelo Minho, Douro Litoral e Beira Litoral. 

No dizer afeiçoado e conhecedor do Abade de Baçal reproduzindo o falar das gentes, o porco “Consta entre outras das seguintes peças: bandas, butélo ou bucho, cochechas, enguião, fígado, lombélos, passarinha (baço), peituga, suã, xixo, (miudezas, restos de toda a carne)".
 

•Dada a extraordinária sapidez de todas as partes do porco bísaro enunciadas pelo Abade de Baçal, logra crescente reputação, pois a carne marmoreada e macia concede ênfase a gratos comeres durante todo o ano, também expressos nos diversos enchidos e presunto.